sexta-feira, setembro 15, 2006

MAIS SOBRE A IDA DA DC PARA A PIXEL

Agora que a ficha caiu (quer dizer, mais ou menos) vamos elaborar mais sobre a mudança da DC Comics para a Pixel. Bem, não foram revelados muitos detalhes, apenas a mudança em si e que isso era um planejamento da própria DC, que quer ter a concorrência da Marvel também em outros países. Não sabemos como ocorrerá essa transição de editora, quantos títulos mensais teremos, se os cinco publicados hoje pela Panini terão continuidade, como ficarão os mixes e, principalmente, como ficará a publicação da minissérie arrasa-quarteirão Crise Infinita, que estava agendada para começar exatamente em janeiro de 2007, que agora é a data inicial das primeiras revistas já com o selo Pixel. Isso sem falar nos preços, papel, distribuição e outros detalhes que preocupam os fãs. Então, o que fica é uma ansiedade dos diabos (esses meses restantes do ano vão durar uma eternidade), com um certo temor em relação ao futuro. Sim, temor, pois a DC parecia finalmente estabelecida no Brasil, com um volume razoável de material publicado, incluindo além dos cinco títulos mensais, uma linha de republicação de clássicos, uma revista trimestral com arcos fechados e uma enxurrada de minisséries e especiais. E se tudo isso não satisfazia os mais exigentes, tínhamos a segurança de sua publicação. Agora vamos começar tudo do zero novamente, com aquela cautela característica (e compreensiva) de qualquer empreendimento em seu início. Claro, a torcida é grande para tudo dar certo, e espero que a Pixel leve em consideração a experiência de quatro anos da Panini publicando Superman, Batman e cia para seguir os acertos e para evitar os erros (ocorreram ambos em considerável quantidade) nesse período onde a DC esteve nas mãos dos italianos, para termos uma transição sem sobressaltos. E que a concorrência entre a DC e a Marvel traga reais vantagens para os leitores. E aí, de que lado você vai ficar:

Photobucket - Video and Image Hosting
Photobucket - Video and Image Hosting

2 comentários:

L.U.W.I.G disse...

O que está me matando é esse silêncio insuportável entre os dois lados.

Desde 'quarta-feira' que visito o site da Pixel esperando alguma declaração oficial e nada. Quanto a Panini, não a vejo se manifestando pelo menos até dezembro. Se fizesse agora, seria uma espécie de 'propaganda gratuita' para a Pixel.

E quantos aos banners... Queres criar uma 'Guerra Civil' mesmo, hein? Ahahahahahahah...

B0bY disse...

Essa demora na manifestação tá mesmo de matar, mas pelo que dizem nos Orkuts da vida a razão é simples (bem besta na verdade...): o chefão da Pixel tá viajando e ninguém da editora quer se pronunciar sem o cara por perto uaehah.
Mas por mim, se a Pixel continuar a publicação pelo menos igual a da Panini, já tou mais que satisfeito! ]]]