quinta-feira, janeiro 10, 2008

RETRÔ: MÚSICA EM 2007

Já cheguei naquela fase da vida em que, em termos musicais, prefiro o passado. Nada hoje me anima como as bandas que comecei a ouvir há 5, 10 ou 15 anos. Tenho 99,9% de certeza que, até o fim dos meus dias, minha lista de bandas favoritas não irá mudar, e já me conformei com isso (exceto a parte do fim dos meus dias, hehehe).
Mas, mesmo assim, consigo gostar de uma coisa ou outra que aparece atualmente, e em 2007 tivemos alguns acontecimentos no mundo da música interessantes (e não estou falando dos chiliques da Britney, por favor), tanto que me dispus a fazer uma lista com o top 5 com as melhores músicas do ano. Confira, discorde e comente:

Photobucket


1- Arctic Monkeys, “Do Me A Favour” - No ano passado tivemos alguns daqueles famosos testes do segundo disco, onde vemos se determinada banda é realmente boa ou se foi fogo de palha. Os rapazes de Sheffield passaram com louvor nesse teste com o disco Favourite Worst Nightmare. “Do Me A Favour”, 7ª faixa do CD, foi a primeira a me pegar de jeito, com sua ótima cozinha do baterista e do baixista, preparando o terreno para as guitarras que chegam com tudo.

Photobucket


2- Patti Smith, “Smells Like Teen Spirit” - Mais de 15 anos depois, esse clássico do Nirvana volta a fazer estragos. Ela é o grande destaque de Twelve, álbum de versões da Patti Smith, que também regravou Hendrix, Stones, Beatles, entre outros. Sai a barulheira da versão original, entre uma delicadeza que era apenas latente e percebida por poucos. Kurt ficaria feliz com essa homenagem. E melhor, nos fez esquecer que a Cássia Eller um dia teve a audácia de tocar essa música.

Photobucket


3- The Long Blondes, “Heaven Help The New Girl” - Uma das grandes revelações recentes, o Long Blondes (outra banda de Sheffield) fez de seu disco de estréia, Someone To Drive You Home, uma sucessão de possíveis singles. Mas foi “Heaven Help The New Girl” que mais tocou por aqui, com seu instrumental que dá o devido e merecido destaque aos vocais de Katie Jackson, uma espécie de Jarvis Cocker (Pulp) de saias. Para ouvir naquelas manhãs solitárias de domingo.

Photobucket


4- Manic Street Preachers, “Your Love Alone Is Not Enough” - Esses galeses se acostumaram a gravar bons discos desde o clássico Everything Must Go, de 1996, que marcou uma nova fase para a banda. Nessa faixa ensolarada da mais recente empreitada dos caras, o CD Send Away The Tigers, eles contam com a participação vocal da bela Nina Persson, dos Cardigans. É o que eu chamo de pop perfeito.

Photobucket


5- Kaiser Chiefs, “Ruby” - Acima fiz uma referência ao teste do segundo disco. Bem, o Kaiser Chiefs, com seu Yours Truly, Angry Mob, infelizmente não se saiu bem e foi reprovado. Mas o primeiro single desse trabalho, “Ruby”, é perfeito, com uma melodia que gruda na sua cabeça desde a primeira audição. E, para completar, ela ganhou ainda um clipe sensacional.

2 comentários:

The Batman disse...

Rapaz, gostei de você lembrar do Manic Street Preachers, já que este disco foi lançado sem o menor barulho. Uma que eu gosto bastante nele é "Winterlovers", que tem aquele "na-na-na-na" sensacional na abertura.

Do Arctic Monkeys, ainda prefiro "Brianstorm", furiosa. Do Long Blondes, a delícia pop de "Once And Never Again". Não ouvi este do Kaiser Chiefs, exceto justamente por "Ruby" e por "Angry Mob", que tem um clip esquisitíssimo.

Tudo que conheço de Patti Smith é "Because The Night". Depois vou atrás dessa versão dela de "Smells".

Rodrigo disse...

Sofro do mesmo mal que você. Prefiro mil vezes colocar meu cd Greatest Hits do Queen, ou ver o que minhas bandas preferidas lançam do que me dar ao trabalho de procurar coisas novas.

Aquilo que tomo conhecimento é em função de indicações de amigos, porque se depender de mim, as novas bandas teriam que se esforçar muito mais.