quarta-feira, janeiro 18, 2006

CRISE DE IDENTIDADE 5

Image hosted by Photobucket.com
E chegamos à quinta edição de Crise de Identidade. Neste capítulo, intitulado Dia dos Pais, temos o maior número de mortes. Morre herói, morre pai de herói, morre vilão. Já fica meio óbvio quem seja um dos mortos pela ilustração da capa.
Sei que é chover no molhado, pois todos os últimos meses tenho feito isso aqui no S&D, mas tem que ser dito: o Brad Meltzer tá mandando muito bem na trama desta história, com seu texto muito bem construído, com um suspense que tem deixado os fãs com problemas de sono tentando descobrir o autor dos assassinatos. Neste número, o grande destaque é a conversa entre Robin e seu pai, e a subseqüente (spoiler a seguir!) morte deste último (fim do spoiler!), com Batman e o menino-prodígio ouvindo tudo através do comunicador do batmóvel.
Quanto aos desenhos, bem, tenho lido muitas críticas quanto à escolha do Rags Morales para desenhar a minissérie, mas eu particularmente gosto de seu traço. Apenas ao desenhar o Superman ele não tem se saído bem. Mais ele ainda é melhor que o Michael Turner, que tem até feito umas capas legais, mas sua arte interior (como visto em Superman/Batman, no arco da volta da Supergirl) é muito enjoativa. Enfim, mais uma excelente edição deste novo clássico das HQs.

3 comentários:

Gerlande Diogo disse...

No começo eu até gostava dos desenhos de Rags Morales, mas agora...sei não.

Rodrigo disse...

Compre Lanterna Verde - Renascimento e diga se o Morales não é um lixo...

Paranoid Android disse...

Eu tô comprando Renascimento, Rodrigo, e o Van Sciver desenha muito bem, mais ainda curto o Morales. Lixo p/ mim é o Scott MacDaniel, que tá desenhando Asa Noturna Ano Um. Esse sim é intragável, e não sei como já passou pelo título do Batman e do Super.
Um abraço.