quarta-feira, outubro 19, 2005

PECADOS PRETÉRITOS

Como normalmente espero publicaram o último capítulo de uma história para começar a ler algum arco, só agora li as 6 partes da tão falada “Pecados Pretéritos”, na revista do Homem-Aranha. Nessa saga, o escritor J. Michael Straczynski mexe num verdadeiro ninho de vespas (é essa mesma a expressão? Não tenho certeza...) ao modificar o passado de uma importante fase do herói. Para quem começou a acompanhar o aracnídeo recentemente, principalmente devido aos dois filmes, não deve conhecer muito bem Gwen Stacy, o primeiro e verdadeiro amor de Peter Parker, o Homem-Aranha, e que morreu numa luta entre o herói e o Duende Verde, somando mais uma tragédia em sua já atribulada vida. Este acontecimento foi mostrado na revista Amazing Spider-Man #121, em julho de 1973 (republicado por aqui em A Teia do Aranha, nos anos 90, e mais recentemente em Os Maiores Clássicos do Homem-Aranha Vol. 3, no ano passado), numa aventura dos mestres Gerry Conway e Gil Kane.
Image hosted by Photobucket.com
Pois bem, o tempo passou, tivemos o sucesso estrondoso dos filmes onde Mary Jane é retratada como o verdadeiro amor de Peter, e para esta nova geração de fãs nunca existiu nem a sombra da Gwen. Então, num tremendo desrespeito aos leitores que acompanham há anos as aventuras do Aranha, a Marvel (editora que detém os direitos do personagem) resolve deixar o gibi o mais semelhante possível aos filmes. O Aranha passará então a produzir sua própria teia orgânica, como mostrado na telona (essa fase ainda vai ser publicada por aqui). Mas o que fazer com a Gwen? Eles não poderiam simplesmente apagar ela (ou a memória dela) da vida do Peter. Então resolveram atacar a moral dela, transformando-a numa “puta” (desculpa pelo baixo nível, mas é isso mesmo que fizeram). Enquanto namorava Peter, ela teve uma, digamos, noite de amor com Norman Osborn (ele mesmo, o Duende Verde, arquiinimigo do teioso), e o ato resultou numa gravidez, que ela escondeu de todos ao viajar para Paris, onde teve a criança, álias, crianças, um casal de gêmeos, Gabriel e Sarah, que ficaram por Paris mesmo, enquanto a mãe voltava à Nova York.
Image hosted by Photobucket.com
Agora, anos depois, os tais gêmeos resolvem se vingar de Peter, que pensam que é seu pai, e do Aranha, por ter matado a Gwen (depois eles descobrem que os dois são a mesma pessoa). Ah, esqueci de dizer que, devido ao DNA alterado do verdadeiro pai deles, os dois são bem poderosos e envelhecem mais rápido que o normal (por isso já são adultos). E claro, quem fez a cabeça deles durante esse tempo todo foi o velho Norman, que planeja transformá-los em seus herdeiros, não só de sua fortuna, mais, e principalmente, do seu legado como Duende Verde. Depois de alguns confrontos, o Aranha meio que convence Sarah que ele não é o pai e que não matou a Gwen, e ainda a salva ao doar seu sangue. Mas nesse meio tempo Gabriel, que descobre toda a verdade graças a um vídeo onde Osborn conta seu plano, injeta em si o soro do Duende, se tornando mais poderoso e curado do envelhecimento acelerado. No confronto final Sarah acaba baleando o irmão, totalmente alterado devido ao soro que injetou, e depois ela some de vista. Gabriel é encontrado numa praia, aparentemente com amnésia, enquanto Peter acaba nos braços de Mary Jane.
Image hosted by Photobucket.com
Muito “novela mexicana” pra você? Pois é, mais o Straczynski, mestre na narrativa, faz tudo descer numa boa, contando uma das melhores histórias do Aranha em tempos recentes. E os desenhos do Mike Deodato, que estreou no título neste arco, estão excelentes (sua Mary Jane, claramente inspirada na Liv Tyler, está belíssima). Como? Você pensou que eu tinha odiado a história?! Não, nada disso. Adorei! Analisando friamente, deixando de lado este coração saudosista de fanboy (não acredito que usei esse termo) que babou quando leu a fase clássica do herói na revista A Teia do Aranha, há uns 15 anos atrás, é excelente. Só não gostei de terem transformado a Gwen numa puta...

2 comentários:

Anônimo disse...

Lost Cast Member Tailed
Is someone stalking the cast of ABC's hit Lost ? TV Guide Online reported that on Oct.
Find out how you can buy and sell anything, like things related to private road construction on interest free credit and pay back whenever you want! Exchange FREE ads on any topic, like private road construction!

che vianna disse...

hehe.. é verdade, ficou legal apesar de absurdo e insano. Nada contra avacalhar absurdamente a moral da 'santificada' Gwendoline. mas realmente, é uma história sem pé nem cabeça. na boa, pra mim ficou um remendo sem a menor noção. pior até do que a saga do clone. até pq não faz sentido. e relendo as histórias originais vc percebe q nã há a menor margem de espaço ou lacunas deixadas pra dar embasamento ao relato da MJ sobre o dialogo que ela ouviu e sobre o que 'supostamente' teria acontecido naquela fatídica tarde dos anos 70. além disso, ptz! como é que se guarda um segredo grave como esse por tanto tempo, mesmo depois de saber q o Norman estava morto?!?! absurdo, absurdo! completamente sem pé nem cabeça essa...