quinta-feira, outubro 27, 2005

LETRA TRADUZIDA

STEPPENWOLF
BORN TO BE WILD
NASCIDO PARA SER SELVAGEM
(Mars Bonfire)

Get your motor running
Bote seu motor para funcionar
Head out on the highway
E se enfie pela alto-estrada
Lookin’ for the adventure
Procurando aventura
And whatever comes our way
E tudo que aparecer pelo caminho

Ya darling, you could make it happen
Sim, querida, você poderia fazer acontecer
Take the world in a loving embrace
Tomar o mundo num abraço de amor
Fire all of your guns at once
Atire com todas as suas armar de uma vez
And explode into space
E exploda pelo espaço

I like smoke and lightning
Gosto de fumaça e relâmpago
Heavy metal thunder
Trovão heavy metal
Racing with the wind
Apostando corrida com o vento
And the feeling that I’m under
E o sentimento que me domina

‘Cause you are a true nature child
Porque você é um verdadeiro filho da natureza
We were born, born to be wild
Nós nascemos, nascemos para sermos selvagens
We can climb so high
Podemos subir tão alto
I never want to die
Eu nunca quero morrer

Born to be wild
Nascido para ser selvagem
Born to be wild
Nascido para ser selvagem


“Born To Be Wild” fez famoso o Steppenwolf, grupo criado em 1967 na Califórnia pelo vocalista alemão (apenas de nascimento) John Kay. Lançada no álbum de estréia, que leva o nome da banda (de 1968), a música tornou-se clássico de toda uma geração depois de projetada na trilha do filme Sem Destino (Easy Rider, no original). Seu autor, o canadense Dennis Edmonton, conhecido pelo pseudônimo Mars Bonfire, não fazia parte do Steppenwolf: era irmão do baterista Jerry Edmonton. Inicialmente quase uma balada, “Born To Be Wild” foi composta na empolgação dos primeiros passeios de Mars em seu Ford Falcon e teve como inspiração um pôster que celebrava o estilo de vida dos motoqueiros. A letra foi a primeira à citar o termo “heavy metal”, criado pelo escritor junkie William Burroughs. O trovão sonoro que a acompanha é um prenúncio hard rock do que viria a ser o metal. Sempre de óculos escuros e calça de couro negro, o cantor John Kay alcançou o sucesso várias outras vezes, ajudado por riffs clássicos como os de “The Pusher” e “Magic Carpet Ride”. “Born To Be Wild” foi muito regravada. Algumas versões são bem dignas, como a do Cult (no disco Electric, de 1987) e a do cantor Sky Saxon (ex-The Seeds, banda pioneira do rock de garagem americano). Outras, nem tanto (as leituras dos farofeiros Riot e Lizzy Borden). Conhecidos a partir de um hino da vida nas highways, dois ex-integrantes do Steppenwolf ironicamente perderam a vida em acidentes automobilísticos: o organista Rushton Moreve e o baterista Jerry Edmonton, irmão do autor da música.

Um comentário:

Mestre Chang disse...

Clássica!