domingo, julho 03, 2005

LIVE 8

Ontem fiquei das 9 da manhã até quase 9 da noite na frente da telinha, assistindo o Live 8 pela MTV. Não vou aqui entrar no mérito da questão se o evento vai ou não conseguir mudar alguma coisa no mundo, se vai acabar a pobreza na África e tal. Destacarei só a música.
Bem, como todo festival, teve altos e baixos, até por que para agradar a todos, tem que fazer isso mesmo. Mas parece que o filé ficou reservado pra Londres. U2, Coldplay, Keane, Joss Stone, Travis, The Killers, Stereophonics, R.E.M., Pink Floyd, Paul McCartney, todos tocaram na capital inglesa. Os shows da Filadélfia foram péssimos, só baba americana, tipo Bon Jovi, Destiny’s Child, Dave Matthews, Linkin Park, Will Smith, enfim, a ‘nata’ da música do país do Bush. Berlin ainda teve uns shows legais: Green Day, Audioslave, Roxy Music, A-Ha, Brian Wilson. Em Roma teve Duran Duran e só, o resto era resto. Em Toronto também muita merda (Bryan Adams, Motley Crue...). Em Paris teve o Placebo, mas a MTV não se deu ao trabalho de mostrar. Em Tóquio teve Björk e a droga do Good Charlotte, o resto deve ter sido de artistas locais (será que o Jet Generation tocou?!). Não lembro quem tocou em Moscou (Pet Shop Boys, acho) e em Johannesburg, mas deve ter sido péssimo lá também, com os artistas chatos de world music. Os melhores shows foram o do Green Day, Joss Stone (ela nem precisava cantar, bastava ficar lá parada que já tava bom. Ô mulher linda!), Paul McCartney (com músicas dos Beatles fica fácil, né?) Pink Floyd (com a formação clássica, tirando, claro, a fase com o Syd Barret). Aliás, falando no Pink Floyd, espero que o Scissor Sisters, que também tocou em Londres, tenha aproveitado e pedido desculpas pessoalmente ao pessoal do Floyd por ter gravado uma versão horrorosa de Comfortably Numb.
E quanto à transmissão da nossa ‘querida’ MTV? Agüentar por quase 12 horas os comentários da Penélope, da Marina e, principalmente, do Léo Madeira e do Rafa, foi uma verdadeira tortura. Dia desses a Didi disse, numa entrevista no programa Pânico, que o Rafa conhecia de música como ninguém. Então é melhor ele demonstrar esse conhecimento, pois parece mais um retardado. Quantas vezes ele disse ontem a frase “momento histórico”? E quantas vezes ele disse que tal banda “é foda”? E ainda interrompeu a Marina várias vezes, que pelo menos falava menos merda que ele. E quando o Léo confundiu o Kofi Anan com o Nelson Mandela? Vai assistir a CNN, ô Léo! E aquela tradução simultânea? Péssima idéia! E ainda rolava comercial direto. A MTV antiga (pré-1999) faz falta, quando tínhamos VJs do nível do Gastão, do Massari e da Soninha.

Um comentário:

Hannah disse...

melhor foi o de Londres =P


bem..tow passando pra te desehjar uma ótima noite =)

e uma boa semana....




bjosss