domingo, julho 18, 2010

THE LONG AND WINDING ROAD

Por volta de 1994/95, ouvia um programa de rádio chamado Rock Sport numa FM local. Era horroroso! Mal produzido, tocava muito death metal, sempre tinha aquelas músicas que a gente já nasce com abuso, tipo "Smoke on the Water" do Deep Purple e "Number of the Beast" do Iron Maiden, o locutor era lastimável etc. Ah, e o “Sport” no título era só um bloco sobre esportes radicais. Como disse, um horror! Mas numa época sem internet e sem aceso a MTV, era o local pra ouvir algumas bandas que a gente via na Bizz. E certo dia rolou Flop! Tinha curiosidade de ouvir a banda desde que li uma resenha mais que elogiosa numa edição da Bizz (reproduzida abaixo). Gravei a música, chamada "Regrets", num K7 e passei a ouvi-la repetidas vezes. E desde aquele dia pensava, “um dia consigo esse disco dos caras”.
Bem, com a internet, anos depois, começou uma batalha para conseguir baixar Whenever You’re Ready, a bolachinha que continha “Regrets”. Procurei, procurei e procurei. Sem nenhum resultado. Ainda lembrava, vez ou outra, da banda e fazia uma nova busca virtual, sempre dando em nada. Ontem, novamente lembrei-me do Flop e mais uma vez fiz uma busca. Fui no 4shared, digitei o nome da banda e o nome do disco e... ACHEI!!! Puta que pariu! Quase caí pra trás! Quando a gente menos espera, né?! ADOREI!!! Já ouvi o disco duas vezes, e a tal da "Regrets" passou pelo player 6 vezes. E claro já passei tudinho pro meu MP4 para ter uma boa companhia durante a semana. Rock bubblegum de ótima qualidade! Confira abaixo o texto da Bizz (publicado na edição 105, de abril de 1994, e escrito por Ricardo Alexandre), o vídeo de "Regrets" e aproveite e faça meus passos do 4shared.


FLOP - WHENEVER YOU'RE READY
É chato estragar a alegria de alguém, mas se você descobriu algum grupo novo recentemente e anda espalhando que é o máximo, ouça este álbum e modifique os seus conceitos. Esta é uma banda de Seattle (ôpa!) formada por quatro moleques com caras de nerds e as cabeças encharcada de The Monkees, The Seeds e outras amenidades psicodélico-garageiras e do bubblegum americano. Passa bem longe do grunge, pode ficar tranqüilo. Mal comparando, o grupo é um Teenage Fanclub mais porquinho, com melodias pop perfeitérrimas e guitarras canibais vazando feedback por todos os lados, tudo no mais ensolarado descontrole juvenil. O senso de melodia da banda é aterrador. Os vocais são angelicais, lembrando The Hollies e Herman´s Hermits. A habilidade dos caras para compor catchy songs grudentas pode ser comprovada em pérolas como "Awylie" e "Regrets", ou então na quase balada "Parts I & II". Pode acreditar: esta é a atual melhor banda de rock de todos os tempos.

2 comentários:

The Batman disse...

Parece bem interessante, acho que vou baixar pra conhecer! Bandas despreocupadas de parecer inovadoras, seguindo a cartilha do pop básico, quase sempre se revelam belas surpresas. =)

DH disse...

Curto muito o flop. Legal ver sua peregrinação para conseguir o disco (esse eh o meu preferido deles).

Regrets eh hino.